Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2017

Barragem do Cajueiro, maior reservatório do Sistema de Abastecimento de Garanhuns, está vertendo

Imagem
A Barragem do Cajueiro, o maior reservatório do Sistema de Abastecimento de Garanhuns, no Agreste Meridional, está vertendo. O Cajueiro foi beneficiado com as chuvas regulares que caem na região desde o mês de maio, e atingiu sua capacidade máxima de armazenamento, que é de 14,5 milhões de metros cúbicos de água. A última vez que a barragem sangrou foi no ano de 2015. Os outros dois mananciais que alimentam o sistema, as barragens de Inhumas e Mundaú, também apresentaram boa recuperação com o período de inverno, e alcançaram o nível máximo de acumulação, volume que deu condições da Compesa eliminar o racionamento de água na 'Cidade das Flores' no último dia 10. A seca prolongada na região tinha levado, inclusive, Inhumas ao colapso em março deste ano. Graças às chuvas e à localização do reservatório em uma bacia hidrográfica de alto rendimento, Inhumas apresentou uma excelente recuperação.  Agora com as três barragens cheias, a Compesa tem condições de garantir o fornecimento d…

O Ministro da Educação Mendonça Filho, esteve debatendo o projeto do novo Fies com parlamentares da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados

Imagem
O Ministro da Educação Mendonça Filho, esteve debatendo o projeto do novo Fies com parlamentares da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e da Subcomissão Especial de Apuração e Análise das Informações sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para avançar nesta agenda até a votação final da Medida Provisória no Congresso Nacional. Tenho certeza de que o que vai sair do Congresso é um texto legitimado, robusto e que signifique um Novo Fies protetor dos estudantes que mais precisam e que sonham em ingressar em uma faculdade privada, ressaltou o Ministro.
O deputado Efraim Filho (PB) líder do Democratas na Câmara, Ao citar o novo ensino médio e a oferta de vagas com juro zero para estudantes no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) a partir de 2018, destacou o trabalho feito pelo ministro Mendonça Filho (PE). Disse que o novo ensino médio é um projeto capaz de transformar a realidade da juventude brasileira. Para o líder do Democratas, o jovem precisa estar mais prepara…

Prefeito de Paranatama Valmir do Leite realiza reparo de estradas e barragens no município

Imagem
Com a chegada das chuvas, muitas coisas mudaram, inclusive, as barragens que antes estavam secas, hoje estão completamente cheias, o prefeito Valmir do Leite, desde o inicio do mês de julho, vem realizando visitas na zona rural do município, com a meta de observar as barragens e estradas que necessitam de reparos. A Secretaria de Obras, já está realizando o trabalho, nas barragens abrindo sangradores, e nas estradas, além de passar a maquina, está construindo bueiras onde a estrada atravessa um rio. Segundo o prefeito Valmir do Leite, esses trabalhos são de grande importância, e se sente feliz, em poder ver as barragens cheias a população contente. Vale salientar, que no inicio do ano, o prefeito realizou um trabalho de limpeza nas barragens de todo município, o que facilitou, para que as mesmas hoje estejam completamente cheias.

Mercado estima inflação menor em 2017 e 2018 e vê juros mais baixos

Imagem
Do G1. Os economistas do mercado financeiro reduziram novamente suas estimativas de inflação para os anos de 2017 e de 2018 e também baixaram sua previsão para a taxa básica de juros neste ano. As expectativas foram coletadas pelo Banco Central na semana passada e divulgadas nesta segunda-feira (17) por meio do relatório de mercado, também conhecido como Focus. Mais de cem instituições financeiras foram ouvidas. Para o comportamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2017 – a inflação oficial do país –, o mercado baixou sua previsão de 3,38% para 3,29%. Foi a sétima queda seguida do indicador. Com isso, manteve-se a expectativa de que a inflação deste ano ficará abaixo da meta central para o ano, que é de 4,5%. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve ser perseguida pelo Banco Central, que, para alcançá-la, eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). A meta central de inflação não é atingida no Brasil desde 2009. À épo…

Deputado Danilo Cabral apresenta o maior número de emendas à MP do Fies

Imagem
Com 28 emendas, o deputado federal Danilo Cabral (PSB/PE) foi o parlamentar que mais apresentou emendas à Medida Provisória nº 785, de 2017, que trata das mudanças no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). No total, deputados e senadores apresentaram 278 emendas. O texto deve ser apreciado pela Câmara Federal em agosto, após o recesso parlamentar.
As emendas de Danilo Cabral tentam preservar o Fies enquanto política pública de democratização do acesso ao ensino superior, como prevê, inclusive, a Meta 12 do Plano Nacional de Educação (PNE). O foco das propostas do deputado está na garantia de oferta de mais vagas e na gestão do Fies, como por exemplo, a manutenção do Fórum Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE) como agente operador.
Outro destaque é no âmbito da participação e controle social do Fundo. Uma das emendas de Danilo Cabral pretende garantir na composição do Comitê Gestor do Fies a participação obrigatória de representantes de entidades mantenedoras de pequeno, médi…

Imposto sindical não será mais obrigatório: Advogado trabalhista explica o que muda para as empresas e para os trabalhadores.

Imagem
Informações do Portal G1. A reforma trabalhista aprovada pelo Senado tornou opcional a contribuição sindical. Isso significa que os trabalhadores e as empresas não são mais obrigados a dar um dia de trabalho por ano para o sindicato que representa sua categoria. SAIBA TUDO SOBRE A REFORMA TRABALHISTA Até então, o pagamento era obrigatório para todos os trabalhadores formais e vinha descontado na folha de pagamento. As novas regras entram em vigor daqui a quatro meses, conforme previsto na nova legislação. Veja abaixo perguntas e respostas sobre o tema. Para elaborá-las, o G1 ouviu o advogado trabalhista Marcos Martelozzo, sócio da Martelozzo e Rodrigues Sociedade de Advogados. Como era antes? A contribuição para os sindicatos era feita uma vez ao ano, obrigatoriamente, tanto para funcionários de empresas quanto para autônomos e liberais. Entre os trabalhadores, havia o desconto equivalente a um dia de salário. Esse débito era feito em abril, na folha referente aos dias trabalhados em março. P…