PSB deve eleger líder de forma consensual, afirma Danilo Cabral


Para o deputado Danilo Cabral, o PSB deve buscar a unidade na eleição do novo líder do partido na Câmara Federal. Concorrem ao cargo Tadeu Alencar (PE), atual líder da legenda, e Teresa Cristina (MT), vice-líder do Governo na Casa. “Estamos em busca de um entendimento, é importante termos unidade no momento em que estamos vivendo”, afirma. Segundo ele, uma possível divisão interna enfraquece o partido.

O PSB, lembra Danilo Cabral, assumiu uma posição de independência em relação ao Governo Michel Temer. “Temos o compromisso de votar favoravelmente nos assuntos que são importantes para o Brasil, mas com uma postura crítica, especialmente nas pautas que podem colocar em risco as conquistas da sociedade brasileira nos últimos anos”, ressalta.  Ele destaca que o partido conta com 34 parlamentares e representa um papel importante no Congresso. “É uma bancada expressiva de forma qualitativa, que vem dando uma contribuição efetiva na Casa.”

Os socialistas tentaram eleger o novo líder ainda no fim do ano passado. Sem chegarem a um consenso, a escolha foi adiada para a noite desta segunda-feira (30). “Se formos para o bate-chapa, acreditamos que Tadeu tem todas as condições de sair vitorioso”, opina Danilo. Para o parlamentar, a candidatura do colega pernambucano é natural, porque Tadeu comandou o partido nos últimos meses devido ao afastamento de Paulo Foletto do cargo por motivos de saúde. 

Postagens mais visitadas deste blog

Governo de Pernambuco decretou situação de emergência em 62 municípios do interior, Paranatama, Saloá e Capoeiras estão na lista

Secretário de Administração e Planejamento da prefeitura de Paranatama dá esclarecimento sobre o Recadastramento do quadro de funcionários, aposentados e pensionistas do município.

Agreste News: Enilda Leonel agora é 40