Justiça Eleitoral, Ministério Público Federal e Polícia Federal irão investigar as eleições de Iati-PE.

Foto/Facebook
A Coligação “Por uma Iati melhor”, formada pelos partidos DEM, PSD, PT do B, SD e PRP, entrou com pedido de investigação judicial, por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio eleitoral, protocolado no Tribunal Regional Eleitoral–PE com o nº 132464/2016, no Ministério Público Federal PRR – 5ª Região e na Polícia Federal com o Nº 08065.300696/2016-02,  contra a Coligação Frente Popular de Iati, formada pelos partidos PSB E PTC.
Consta na ação de investigação judicial eleitoral que, o Sr. Antonio Jo sé de Souza (Tonho de Lula), eleito prefeito no ultimo pleito eleitoral no município de Iati e o presidente municipal do PMDB, Sr. Marcos Paulo Tenório Ramos, ora investigados, deram inicio a um plano eleitoral criminoso, objetivando fraudar e mudar o resultado das eleições municipais. A execução do plano se deu com a prévia compra, mediante pagamento em dinheiro, do voto e do apoio politico dos candidatos, a vice prefeito e vereadores da Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV, que tinha como candidato a reeleição a Prefeito, o Sr. Jorge de Melo Elias, mais conhecido como Padre Jorge,  e que, os citados candidatos desta coligação, abandonaram seu palanque faltando 14 dias para as eleições e juntaram-se ao candidato Tonho de Lula para adquirir, por consequência, os votos de correligionários e eleitores ligados aos candidatos da coligação que apoiava o candidato Padre Jorge.  Na citada ação, consta também, anexos com imagens e vídeos comprobatórios dos fatos apresentados na mesma.
Foram denunciados ao TRE, MPF e PF, para eventual abertura de investigação:
Antônio José de Souza (Tonho de Lula), candidato a Prefeito pela Coligação “Frente popular de Iati” PSB-PTC;
Maria Edna Albuquerque de Oliveira, candidata a Vice-Prefeita pela Coligação “Frente popular de Iati” PSB-PTC;
Edelzito Tenório de Souza, Representante da “Frente popular de Iati”, PSB e PTC;
Marcos Paulo Tenório Ramos, Presidente Municipal do PMDB;
Francisco de Assis Almeida Araújo (Keketa), candidato a vice-prefeito do atual prefeito Padre Jorge da Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV;
Erlan Tenório Cavalcante, candidato a vereador;
Renato Almeida Araújo, candidato a vereador;
Ismair Leite de Lima, candidato a vereador;
Elanea Albuquerque da Costa lima, candidata a vereadora;
Joseildo Paulo da Silva, candidato a vereador;
Francisco Cavalcante Tenório, candidato a vereador;
Roberta Germania de Oliveira Barros, candidata a vereadora.
Geraldo Azevedo da Silva, candidato a vereador;
Tarcisa Raquel Alves de Araújo, candidata a vereadora;
Vicente Barros da Silva, candidato a vereador.
Assim sendo, a presente ação de investigação judicial eleitoral, tem como finalidade obter:
- Inelegibilidade por 8 (oito) anos, a contar da eleição em que se verificou o ato de todos os investigados;
- Cassação do registro, diploma e do mandato dos candidatos eleitos para prefeito, Antônio José de Souza (Tonho de Lula) e vice-prefeita, Maria Edna Albuquerque de Oliveira, da Coligação “Frente popular de Iati” formada pelos partidos PSB-PTC;
- Cassação do registro, diploma e dos mandatos dos candidatos e candidatas a vereador eleitos pela Coligação “Iati em mãos limpas” formada pelos partidos PTB-PSC-PPS e PV: Erlan Tenório Cavalcante e Renato Almeida de Araújo, bem como, seus respectivos suplentes, Elanea Albuquerque da Costa Lima, Ismair Leite de Lima, Joseildo Paulo da Silva, Francisco Cavalcante Tenório, Roberta Germania de Oliveira Barros, Geraldo Azevedo da Silva, Tarcisa Raquel Alves de Araújo e Vicente Barros da Silva.
Os acusados  terão 5 (cinco) dias após a notificação para apresentar as suas defesas.
Patrocinadora da causa, Advogados Associados OG Oliveira & Gallindo, Dr. Luís Gallindo, OAB-PE 20.189. Recife, 04 de Novembro de 2016.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima