Agreste News: Ex-ministro de Planejamento e Comunicação foi preso na manhã dessa quarta-feira (23)

A população brasileira acordou hoje, com a notícia de mais um ex-ministro dos governos de Lula e Dilma preso, Paulo Bernardo, ex-ministro de Planejamento de Lula e ex-ministro das Comunicações do primeiro mandado de Dilma. O fato aconteceu nessa quarta-feira (23) em um desdobramento da 18° fase da Operação Lava Jato. O ex-ministro é esposo da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). 
A defesa de Paulo Bernardo disse desconhecer a causa da prisão, pois o mesmo sempre se colocou a disposição das autoridades. Segundo informações da PF, o objetivo da Operação é apurar o pagamento de propina, no valor de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, referente a contratos de prestação de serviços de informática. 
Os crimes investigados na operação são de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de 2 a 12 anos de prisão.
Paulo Bernardo e Gleisi haviam sido indiciados pela PF em março por suspeitas de que dinheiro desviado da Petrobras abasteceu em 2010 a campanha ao Senado da parlamentar.
A PF afirma ter indícios suficientes contra o ex-ministro e a senadora. As conclusões da Polícia Federal foram anexadas ao inquérito 3979, que tramita no Supremo Tribunal Federal , na Operação Lava Jato.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima