Agreste news: Ministro das Cidades revoga portarias e barra 11.250 unidades do Minha Casa, Minha Vida

O novo ministro das Cidades, Bruno Araújo, revogou nesta terça-feira (17) duas portarias que haviam sido assinadas pelo governo Dilma Rousseff ampliando recursos para categorias beneficiadas pelo programa federal. Uma dessas portarias, a de número 173, estabelecia a liberação de recursos para a categoria “entidades” do Minha Casa, Minha Vida. Essa portaria autorizada a contratação de até 6.250 unidades habitacionais para os beneficiários da categoria “Entidades”. Além disso, a portaria orientava a Caixa Econômica Federal e a Secretaria Nacional de Habilitação a ampliar o limite de contratações em até 5 mil unidades, elevando para 11.250 o número de casas para serem financiadas.


O Ministério das Cidades informou que decisão representa “1,5% de todo programa” e que o cancelamento da portaria é uma “medida de cautela”, pois foram assinadas e publicadas sem os recursos necessários para a execução. O ministério informou que o programa está mantido e “será aperfeiçoado”.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima