Agreste news: Sete trechos de rodovias federais que cortam Pernambuco foram interditadas, na manhã desta sexta-feira (15)

(Foto: Reprodução/TV Globo)

Sete trechos de rodovias federais que cortam Pernambuco foram interditadas, na manhã desta sexta-feira (15), por manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o protesto, segundo o MST, é pelo Dia de Luta pela Reforma Agrária. O grupo também é contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
As interdições acontecem na BR-232, no quilômetro 143, em São Caetano, no Agreste; na BR-232, no quilômetro 261, em Arcoverde, no Sertão; na BR-232, no quilômetro 29, em Moreno, na Região Metropolitana do Recife; na BR-316, no quilômetro 367, em Petrolândia, no Sertão; na BR-101, no quilômetro 5, em Goiana, na Mata Norte; na BR-423, em Águas Belas, no Agreste; e na BR-408, em Paudalho, na Mata Norte.

Ainda segundo a PRF, na maioria das rodovias, os manifestantes atearam fogo, em pneus e entulhos, e bloqueiam os dois sentidos. O trânsito segue complicado nos locais. A PRF informou que tenta negociar com os grupos, mas ainda não há previsão de liberação das vias. O ato é nacional. 

(Via: Folha PE)

Segundo informações do Portal de noticias G1, Depois de quase cinco horas de protesto, os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) liberaram a maioria das rodovias federais de Pernambuco. Por volta das 12h30, apenas parte da BR-423, em Águas Belas, (Agreste), permanecia bloqueada. 

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima