Agreste news: Forças Armadas contra o Aedes aegypti

A cada dia que passa, mesmo diante de um mundo moderno, com tanta tecnologia, percebemos o quanto frágil somos, podemos perceber isso de diversas formas, uma delas é o “estrago” que uma pequena criatura, como o mosquito Aedes aegypti tem causado no nosso país. Parece cena de filme, os noticiários divulgando a situação catastrófica em que se encontra a nação brasileira, em especial o nosso querido Nordeste. O medo, está em toda parte, e a pergunta que não quer calar é, quando tudo isso irá terminar?
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou que, no dia 13 de fevereiro, cerca de 220 mil homens das Forças Armadas sairão às ruas em todo o país para orientar os moradores sobre a prevenção ao Aedes aegypti, mosquito transmissor dos vírus causadores de dengue, zika e chikungunya. O governo vai distribuir ainda repelentes para 400 mil grávidas beneficiárias do Bolsa Família. Na quarta-feira, o ministro se encontrará com um fabricante de repelentes para ver a quantidade necessária e viabilidade do negócio.
De fato, estamos em meio a uma guerra, só que podemos todos fazer a nossa parte, não é apenas o governo, ou exercito que está lutando, mas cada cidadão brasileiro, então, pegue as suas armas e vamos a luta, somos mais fortes que esse maldito mosquito, todos contra a dengue, o exercito não pode vencer só, é uma guerra que deve ser vencida por toda nação, onde o campo de batalha maior, é a nossa própria casa. Vamos a batalha?

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima