Miguel Coelho propõe lei para priorizar escritores pernambucanos nas salas de aula

Autores como Raimundo Carrero, Gilvan Lemos, Manoel Bandeira e João Cabral de Melo devem se tornar leitura constante nas salas de aula. Foi aprovado em primeira discussão na Assembleia Legislativa o projeto de lei n° 288/2015 de autoria do deputado estadual Miguel Coelho (PSB) que prioriza os escritores pernambucanos na programação de ensino das unidades escolares do Estado.

A proposta determina que escolas públicas e privadas utilizem pelo menos dois livros de escritores locais por ano. Para isso, o projeto altera a Política Estadual do Livro, estabelecendo o uso prioritário de paradidáticos de autores pernambucanos na grade curricular.

Segundo o deputado, a proposta tem como objetivo principal estimular a valorização da cultura regional e estabelecer uma aproximação desde cedo dos alunos com os escritores pernambucanos. “Temos inúmeros talentos da literatura de nosso estado e é mais do que justo priorizá-los nas salas de aula. Desse jeito, além de estimular a leitura, poderemos garantir a divulgação de nossa cultura”, explica Miguel.

O parlamentar ainda salienta que a lei deve incentivar a geração de novos escritores e alavancar o setor literário no estado. “Com essa lei criamos uma demanda permanente por nossa produção literária. Com isso, acreditamos que haverá um estímulo a mais para o fortalecimento do mercado local e para o surgimento de novos talentos.”

O projeto deve ir à votação final já na próxima semana. Depois de aprovada no plenário, a lei será publicada no Diario Oficial do Estado e seguirá para a sanção do governador Paulo Câmara.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima