Dívida do governo de PE com fornecedores e prestadores de serviços termina outubro somando R$ 646 milhões, o dobro do ano passado, alerta Priscila Krause

Fotos: Roberto Soares/Alepe
A deputada estadual Priscila Krause (DEM) apresentou na tarde desta quarta-feira (11), no plenário da Assembleia, relatório que alerta para o crescimento da dívida do executivo estadual com os respectivos fornecedores de materiais e prestadores de serviços, o que aponta para a possibilidade de incremento desmedido do gasto com restos a pagar em 2016. Somando os serviços realizados e os materiais entregues de janeiro a outubro, há um débito de R$ 645,6 milhões com as empresas contratadas, valor 102% maior que o somado no mesmo período do ano passado, que foi de R$ 319,0 milhões.
         Diante dos dados, apurados no Portal da Transparência do
Fotos: Roberto Soares/Alepe
governo estadual, Priscila afirmou que vê com preocupação o crescimento “significativo” do passivo: “Se as condições continuarem como estão, é temário, mas possível, que cheguemos em janeiro de 2016 com um débito de um bilhão de reais apenas com os contratos para o custeio, o que é muito ruim para a sustentabilidade das contas públicas. Essa é uma bola de neve cuja malignidade não se pode nem imaginar as proporções, até porque as apostas para o ano que vem se derretem a olhos vistos”.
         Ao explicar os dados, Priscila afirmou que comparou os empenhos devidamente liquidados pelo governo (aqueles cuja realização do serviço aconteceu e foi atestada pelo executivo) aos pagos. Entre as unidades orçamentárias mais devedoras, destaca-se o Fundo Estadual de Saúde (passivo de R$ 219,78 milhões), Secretaria de Educação (R$ 101,34 milhões), Secretaria Executiva de Ressocialização (R$ 27,68 milhões) e Secretaria de Defesa Social (R$ 27,49 milhões) – confira o ranking.
         Para exemplificar situações em que as empresas já realizaram os serviços ou forneceram materiais, mas ainda não receberam do governo, Priscila citou o caso do Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira, o Imip, que tinha, até o final de outubro, um crédito de R$ 30,37 milhões. A empresa Confiare Internação Domiciliar Ltda., por exemplo, prestadora do serviço de home care, já prestou R$ 7,46 milhões, mas só recebeu R$ 1,126 milhões.

         O discurso da deputada foi aparteado pelo líder do governo, deputado Waldemar Borges (PSB), pelo líder da oposição, Sílvio Costa Filho (PTB) e pelo deputado Aluísio Lessa (PSB).

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima