PERNAMBUCO: “VINHUVA FEST” E “DIA EM DEFESA DO RIO SÃO FRANCISCO” ENTRAM PARA O CALENDÁRIO OFICIAL DE EVENTOS DO ESTADO.

O governador do Estado, Paulo Câmara, sancionou nesta quarta-feira (7/10) a Lei Nº 15.609/2015 que inclui no Calendário de Eventos de Pernambuco a Vinhuva Fest, realizada a cada dois anos, sempre no mês de outubro, no município sertanejo de Lagoa Grande. Com a entrada no calendário, o evento, que chega a sua oitava edição nesta sexta-feira (9), ganha notoriedade e reconhecimento, facilitando a atração de novos parceiros e a divulgação no mercado turístico.

“É uma conquista de toda a cadeia produtiva da uva e do vinho, que passa a ter mais visibilidade e amplia as oportunidades de negócios”, comemora o deputado estadual Lucas Ramos (PSB), autor do projeto que deu origem à lei.

A Vinhuva Fest segue até domingo no Parque de Eventos da Uva e do Vinho, com expectativa de movimentar até R$ 13 milhões em negócios. Além de palestras, feira e rodadas de negócios, são realizados shows com artistas regionais e nacionais que chegam a atrair um público de 100 mil pessoas durante os três dias de evento.

RIO SÃO FRANCISCO – Também foi promulgada nesta quarta-feira pelo presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Guilherme Uchôa (PDT), a Lei N.º 15.608/2015 que institui o dia 3 de junho como o Dia Estadual em Defesa do Rio São Francisco. De acordo com o deputado Lucas Ramos, também autor do projeto, a Lei vem “reforçar a luta pelo rio que traz desenvolvimento para boa parte do Sertão e pode contribuir com todo o estado”. A data pretende concentrar ações educativas e sociais voltadas à preservação ambiental e ao bom uso das potencialidades do rio. “Nossa responsabilidade aumenta e vamos defender o Velho Chico com mais entusiasmo, convocando todos os pernambucanos”, conclui o parlamentar.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima

Governo de Pernambuco decretou situação de emergência em 62 municípios do interior, Paranatama, Saloá e Capoeiras estão na lista