Facepe lança edital de apoio a atividades de monitoria em divulgação científica

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Sectec), abre a 4ª edição do edital de Apoio a Atividade de Monitoria em Divulgação Científica nos Museus e Centros de Ciência de Pernambuco. Vinculados à Instituições públicas ou privadas, sem fins lucrativos, federais, estaduais ou municipais, que realizam exposições ou divulgação das ciências, os Centros e Museus já podem apresentar suas propostas para a obtenção de bolsas até o dia 28/09/2015.

As propostas devem ser encaminhadas à Facepe pelo coordenador institucional do projeto, por meio do preenchimento e envio do Formulário de Solicitação de Auxílio à Realização de Cursos e Reuniões Científicas (modalidade ARC), ao sistema da AGilFap (htttp://agil.facepebr). Para chegar ao formulário no Sistema AgilFAP, dentro da modalidade “ARC,” o solicitante deverá cadastrar-se e logar no sistema quando, então, poderá selecionar no menu “Bolsas e Auxílios” a modalidade “ARC” e a opção “Edital 09/2015 – Monitoria em Divulgação Científica”. Além do envio do Formulário eletrônico, a submissão da proposta requer também a entrega de Documentação Complementar (impressa), como detalhado no edital, até o dia 02/10/2015.

A Facepe e a Sectec visam apoiar atividades de monitoria em divulgação científica que propiciem a instalação e o fortalecimento de espaços científico-culturais, como centros e museus de ciência, planetários, jardins zoobotânicos, parques de ciência e instituições similares, para promover a expansão e a melhoria de suas ações, além de aprimorar a divulgação e a popularização da cultura científico-tecnológica junto à sociedade.

Clique aqui e confira o edital

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima

Governo de Pernambuco decretou situação de emergência em 62 municípios do interior, Paranatama, Saloá e Capoeiras estão na lista