EX ALUNO DO COLÉGIO XV LANÇA LIVRO SOBRE CANGAÇO

 

EX ALUNO DO COLÉGIO XV LANÇA LIVRO SOBRE CANGAÇOJunior Almeida nasceu aqui em Garanhuns, mas mora em Capoeiras. Nos anos oitenta estudou no colégio XV, nos tempos em que o educandário era dirigido pelo pastor Nivaldo e sua esposa Giselda. Depois saiu da região e estudou em Recife e João Pessoa na Paraíba. Voltou para sua terra natal onde é comerciante. Fascinado por História, principalmente a nordestina, como Canudos, Padre Cícero e evidentemente o cangaço, Junior começou a escrever o romance A VOLTA DO REI DO CANGAÇO em 2011 e terminou ano passado. Nesse último ano apenas alguns detalhes e correções foram feitas na obra, que teve sua diagramação e impressão na Gráfica Impressione. Aqui em Garanhuns o livro está sendo vendido nas livrarias Mec e Casa Café, que fica vizinho ao Palace Hotel.

O LIVRO:

O romance “A Volta do Rei do Cangaço,” de Junior Almeida, mantém vivo o mito de Lampião.EX ALUNO DO COLÉGIO XV LANÇA LIVRO SOBRE CANGAÇO
Neste livro de sabor regional o mais famoso cangaceiro nordestino não foi morto pela polícia em Sergipe, em 1938. Alguém foi assassinado em seu lugar mas prevaleceu a versão das “volantes” e do governo.
Lampião, na verdade, foi atingido por uma espécie de maldição e ainda está vivo, sem nem ao menos envelhecer. Já morou em vários lugares do Nordeste e usou diversos nomes. Atualmente usa o nome de Luiz Ribeiro, é coronel da Polícia Militar de Pernambuco e mora num recanto escondido no município de Capoeiras, no Agreste do Estado.
EX ALUNO DO COLÉGIO XV LANÇA LIVRO SOBRE CANGAÇOO romance faz uma viagem ao passado, relembrando os tempos do cangaço e da violência, tanto por parte dos bandoleiros como da polícia. No presente, Virgulino Ferreira, com outro nome interage com militares de alta patente e até com o governador do Estado.
Um historiador, obcecado pela vida misteriosa dos cangaceiros, desconfia que Lampião não morreu em Angicos e começa a fazer investigações por conta própria, enfrentando a descrença de muitos e os perigos dessa busca pela verdade.
“A Volta do Rei do Cangaço” retrata o interior das pequenas cidades do Nordeste, mostra as ligações de Lampião com o padre Cícero Romão e nos apresenta o cangaceiro como uma espécie de justiceiro, capaz ainda hoje de recorrer a violência quando é preciso enfrentar uma desfeita ou punir algum bandido.
Um livro que vai dar o que falar.

*FOTOS: Capa, apresentadora da Globo Carla Vilhena, comunicador Marcelo Jorge com o autor, Neli Conceição, filha dos cangaceiros Moreno e Durvinha com o autor e Dr. Lamartine Lima, médico legista que periciou as cabeças de Lampião e Maria Bonita antes delas serem enterradas na Bahia, com o autor e sua esposa.

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima