FIG também é uma oportunidade para aproveitar o Parque Euclides Dourado

 

FIG também é uma oportunidade para aproveitar o Parque Euclides Dourado

Repleto de atrações, o Parque Euclides Dourado é sem dúvida um dos polos mais visitados durante o Festival de Inverno de Garanhuns. O local, que tem uma área verde ímpar, tem nada menos que cinco espaços interativos, com opções de lazer para todos os gostos. Quem visita o parque com a família não se arrependeu. Júlio César, que é motoboy conta que o atual clima de descontração da cidade o incentivou a trazer a família para aproveitar o parque no ontem (20/07). “O Festival de Inverno é sem dúvida um ótimo período para fazer novas amizades e ainda participar de atividades culturais”, disse Júlio César, acompanhado da esposa Rosimere Leite, e da filha de apenas um ano e quatro meses, Sofia.

Amanda Matias aproveitou o domingo para trazer a sobrinha Khauany Beatriz, de apenas oito anos, para confraternizar no Euclides Dourado. “Além de todas as atrações para o público adulto ainda temos um espaço bem amplo para as crianças”, disse Amanda.

O comerciante Fabiano de Almeida também trouxe a também sobrinha para, pela primeira vez, assistir uma apresentação no Espaço do Mamulengo, também no Parque Euclides Dourado. “Nós temos que incentivar o gosto pela cultura popular desde cedo”, explicou o tio da Izadora de apenas três anos. O parque acaba sendo uma referência para o público infantil, pelo contato com a natureza e também devido ao clima de irreverência do local.

ECONOMIA – Um dos pontos que atrai a atenção dos visitantes é o Espaço do Artesanato e do Patrimônio Cultural. No galpão, artesãos de várias partes do Brasil são expostos e comercializados. A dupla Janaina Barbosa e Ednaldo José da Silva, de Caruaru, aproveitaram a oportunidade para divulgar suas peças para os visitantes do Festival. “Esse é o nosso quarto ano no Festival de Inverno e sempre temos um bom retorno”, disse Ednaldo, dizendo que espera vender cerca de 500 peças até o fim do evento. Os preços das peças variam de R$ 3 a R$ 120. Além de bonecos de barro, como os vendidos por Ednaldo e Janaina, o espaço comercializa roupas, quadros e até adereços para os cabelos.

No segmento de alimentação, a tapioqueira baiana, Maria de Lourdes, revela que o primeiro final de semana foi muito bom e que a expectativa é que o público seja ainda maior. “Todos os anos, no período do Festival de Inverno, saio do Recife, minha residência atual, e passo os 10 dias em Garanhuns”, explicou Maria, dizendo que trabalha durante o festival há 20 anos. Maria de Lourdes está com um estande no Espaço da Alimentação do parque. Trata-se de um galpão com mais de 12 comerciantes, que oferecem do espetinho ao tradicional caldinho de feijão. Os preços na praça de alimentação variam de R$ 3 a R$ 15, dependendo da especialidade.

Fonte: Secretaria de Cultura de Pernambuco

Foto: Paulo Sérgio Sales]/SEI

 

Postagens mais visitadas deste blog

Lamentável: Jovem de Paranatama morre em acidente de moto

Janailton Roldão foi encontrado morto em apartamento em Garanhuns

O município de Paranatama está de luto com a morte de Cinalda Lima